Terça-feira
09 de Agosto de 2022 - 
Atendimento 24 horas em todo o estado do Rio de Janeiro

Museu da Justiça promove roda de conversa sobre refugiadas no Brasil

No mês em que é celebrado o Dia Mundial do Refugiado, o Museu da Justiça promove, na próxima quinta-feira (30/6), o encontro “Mulheres em situação de refúgio” que irá debater o tema que é realidade de milhões de pessoas ao redor do mundo: deixar tudo para trás e tentar a vida em outro país. Na ocasião, o público poderá assistir à exibição do documentário “Adelante - a realidade de mulheres em busca de condições de vida" e participar de uma roda de conversa com a diretora Luiza Trindade e convidadas. “Adelante” tem cerca de trinta minutos e aborda a realidade das mulheres refugiadas da Venezuela. Para compor a mesa de debates, Luiza trará as convidadas Renata Izaal, jornalista e mestre em Estudos Pós-Coloniais pela Universidade de Londres, que escreve sobre Gênero e Cultura no jornal O Globo; Luciana Queiroz, jornalista, fotógrafa, mestra em Estudos Internacionais e assessora de comunicação do PARES Cáritas RJ, instituição que atua há 45 anos no acolhimento, integração e proteção de pessoas refugiadas no Rio de Janeiro e Nairobi Martinez, venezuelana que fez parte das mulheres entrevistadas no documentário e buscou abrigo na Cáritas. O desembargador do Tribunal de Justiça do Rio Wagner Cinelli, autor do livro “Sobre Ela” e estudioso do tema, também participará do evento.  O Dia Mundial do Refugiado é celebrado em 20 de junho, data designada pelas Nações Unidas para homenagear a resiliência, os saberes e a determinação das pessoas refugiadas em todo o mundo que contribuem de diversas formas para as sociedades que as acolhem. Trata-se de uma ocasião para promover a empatia e um maior entendimento sobre a situação das pessoas refugiadas, reconhecendo seus esforços para reconstruir suas vidas com dignidade. A Agência da ONU para Refugiados, Acnur, destaca que o número de pessoas aumentou a cada ano na última década e está no nível mais alto desde o início dos registros. Segundo a agência, os deslocados por guerra, violência, perseguição e abusos de direitos humanos somam mais de 89,3 milhões. Para saber como participar dos eventos, acesse o site do Museu da Justiça: http://ccmj.tjrj.jus.br/ SERVIÇO 30 de junho, quinta-feira, 17h30 Museu da Justiça Rua Dom Manuel, 29, térreo, Sala Multiuso - Centro, Rio de Janeiro/RJ 60 lugares, sujeito a lotação Entrada franca Senhas distribuídas 30 minutos antes Classificação indicativa: 14 anos
28/06/2022 (00:00)

Notícias

Cadastre-se

E acompanhe todas as novidades do nosso Escritório

Contate-nos

Advogado Criminal Rio RJ  6031942
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.