Domingo
20 de Maio de 2018 - 
Atendimento 24 horas em todo o estado do Rio de Janeiro

TRT visita, em Campo Grande, local indicado pela Ordem para JT

Eduardo Sarmento O presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-1), desembargador Fernando Zorzenon, visitou na manhã desta quinta-feira, dia 17, o local sugerido pela Ordem para a instalação do Posto Avançado da Justiça do Trabalho em Campo Grande, cuja criação será decidida na sessão de 28 de junho do Órgão Especial do tribunal. "Me parece o ideal, tenho muito interesse em dar o pontapé inicial neste projeto", afirmou Zorzenon, ressaltando que o terreno deverá ser vistoriado, também, pelo setor de engenharia da corte. O desembargador foi recebido em Campo Grande pelo presidente da subseção local, Mauro Pereira, responsável pelas negociações preliminares relacionadas ao imóvel, localizado em frente ao fórum regional. "Este é um pleito antigo dos advogados da Zona Oeste, e que conta com integral apoio da Seccional, como já confirmaram [o presidente] Felipe Santa Cruz e [o tesoureiro] Luciano Bandeira. Além dos colegas, os jurisdicionados serão os maiores beneficiados, somos mais de 1,6 milhão de pessoas", afirmou, referindo-se ao número total de habitantes de Santa Cruz e Campo Grande, bairros que serão atendidos caso a medida seja efetivada. A distância para o Centro do Rio é o principal argumento utilizado para justificar a criação do novo posto avançado. Coordenador das Subseções da Capital do DAS, Ricardo Menezes, acompanhou a visita e reafirmou as dificuldades por que passam os advogados da Zona Oeste. "Em muitos casos, fica inviável esse deslocamento. São horas para ir e voltar da sede do TRT localizada na Rua do Lavradio, a instalação do posto é mais do que bem vinda", disse. O vice-presidente da OAB/Campo Grande, Sidney Barroso, confirmou a demora no trajeto como principal obstáculo à atuação e afirmou que "para uma audiência às 8h no Centro, é preciso sair de Campo Grande no máximo às 5h20". Caso seja criado, o Posto Avançado da Justiça do Trabalho terá um acervo inicial de 12 mil processos por ano. Para Pereira, o número é mais uma demonstração da grande demanda da região. "São 68 sub-bairros só em Campo Grande. Conseguimos uma casa que fica a 500 metros da rodoviária local e a 300 metros da estação de trem. Nossa intenção é que tudo esteja resolvido até o Dia do Advogado, em 11 de agosto", explicou.
17/05/2018 (00:00)

Notícias

Cadastre-se

E acompanhe todas as novidades do nosso Escritório

Contate-nos

Visitas no site:  272979
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.