Terça-feira
18 de Dezembro de 2018 - 
Atendimento 24 horas em todo o estado do Rio de Janeiro

Goiás recebe projeto "ANADEP nos estados"

O Goiás ocupa a 2ª pior posição no ranking que mostra a proporção de defensoras e defensores públicos x o público-alvo da Defensoria Pública. Com apenas 83 profissionais, o estado tem um defensor(a) para cada grupo de 34.061 pessoas. De acordo com Diagnóstico do Ministério da Justiça de 2015, o ideal é um defensor(a) público(a) para atender cada grupo de 15 mil pessoas, adotando apenas o critério do rendimento (até três salários mínimos).    Para discutir esta realidade e estudar os avanços na Instituição, a vice-presidente institucional da ANADEP, Thaísa Oliveira, esteve, na terça-feira (9), na capital Goiânia ao lado da Associação Goiana dos Defensores Públicos (AGDP). A agenda faz parte do projeto "ANADEP nos estados". A iniciativa tem por objetivo visitar todas as regiões e trabalhar junto às Associações Estaduais o fortalecimento institucional através da EC 80. A Emenda visa à universalizar o acesso à Justiça e lotar todas as comarcas do país de defensoras e defensores públicos.   Um dos problemas para expandir os serviços da Defensoria Goiânia para todas as cidades é o orçamento. Ao analisar os números de 2018 fica evidente a diferença dos recursos destinados para as instituições do sistema de Justiça. O Poder Judiciário obteve um aporte de R$ 1.507.326; o Ministério Público recebeu R$ 660.263.000; já a Defensoria recebeu R$ 72.388.000. Goiás têm 127 comarcas e só está presente em cinco delas.    Na visita, Thaisa Oliveira e o presidente da AGDP, Gustavo Alves, encontraram-se com o defensor público-geral em exercício, Domilson Rabelo, para tratar assuntos de interesse da Instituição. Além disso, eles visitaram a unidade criminal, no Fórum Fenelon e a última unidade inaugurada no Estado, na comarca de Aparecida de Goiânia.    Thaisa Oliveira também participou da solenidade de inauguração da nova sede da AGDP.    Conforme Gustavo Alves, a inauguração da sede marca uma nova etapa de consolidação e fortalecimento. “A sede, que conta com sala de apoio e reunião, é a casa das defensoras e defensores públicos. Espaço para discussões, aprimoramentos e referência para a carreira no Goiás. Aqui serão promovidas pautas de interesse das associadas e associados, da Defensoria e dos nossos assistidos, de forma profissional e qualificada”, disse o presidente da Associação.   Conforme a vice-presidente da ANADEP, Thaísa Oliveira, "o trabalho realizado pela AGDP foi e é essencial para o crescimento da Defensoria naquele estado. Criada em 2015, a associação já coleciona muitos feitos como garantir para sua categoria a remuneração inicial mais alta do país e inaugurar uma sede própria", pontua.

Notícias

Cadastre-se

E acompanhe todas as novidades do nosso Escritório

Contate-nos

Advogado Criminal Rio RJ  766743
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.